Histórico
 07/12/2014 a 13/12/2014
 15/06/2014 a 21/06/2014
 16/03/2014 a 22/03/2014
 22/12/2013 a 28/12/2013
 20/05/2012 a 26/05/2012
 25/03/2012 a 31/03/2012
 18/12/2011 a 24/12/2011
 10/07/2011 a 16/07/2011
 19/06/2011 a 25/06/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 26/12/2010 a 01/01/2011
 28/03/2010 a 03/04/2010
 17/01/2010 a 23/01/2010
 20/12/2009 a 26/12/2009
 13/12/2009 a 19/12/2009
 06/12/2009 a 12/12/2009
 14/12/2008 a 20/12/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 08/10/2006 a 14/10/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 18/12/2005 a 24/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


Camerino Eloy Neto
 

Afeto em frente ao mar

 

Mais uma semana chega ao fim. Finalizar é preciso. Mesmo quando achamos que não existem mudanças significativas, de tempos em tempos, temos que botar um ponto final e começar novas histórias. Estamos em movimento sempre. E já que não temos instrumentos para controlar a passagem dos dias, o melhor a fazer é tirar proveito dos ciclos da natureza.  

 

Então, nesse fim de semana, onde a lua vai estar cheia, proporcionando mais uma vez um espetáculo maravilhoso, simples, sem alarde nem cobranças, que tal prestar mais atenção na amizade?

 

 

Caetano Veloso já disse* que ela, a amizade, é superior ao amor. Talvez por estar sempre ali tranqüila, serena, tolerante.

 

Você estava sem programa pra sábado e domingo? Não está mais. Celebre com seus amigos a multiplicação dos milagres dos encontros. E não precisa seguir nenhum ritual, nem fazer nada muito complicado. É só estar próximo deles e – fazendo  outra citação musical, dessa vez lembrando o Leoni - viver “histórias, sorrisos e afeto em frente ao mar.”*

 

Apostando todas as fichas na felicidade o “Tudo em Dia” está entrando no ar.

 

* musicas citadas "Língua" e "Fotografia"

 



Escrito por Camerino às 18h04
[] [envie esta mensagem]



Bença Mãe

 

“Bença Mãe,

 

Como é que vai todo mundo por aí? As menina, a Tia Beba, a Vó. Aqui tá tudo como Deus quer. O Tião já tá trabalhando com a gente, ele chegou bem, não precisa se preocupar. O Bil, o Adauto, tá todo mundo junto pra ganhar a vida nessa cidade que é um mundão. O padrinho do Naudo mandou buscar muita gente daí. Tem pra mais de cem cabra trabalhando pra ele. O home é importante demais. Aqui vive cheio de gente quase toda dia: jogador, artista de televisão. A Nequinha era que ia gosta de ver esse povo todo.  Nunca esqueço os conselhos que a senhora me deu. De noite e de dia eles ficam na minha cabeça, martelando. Eu tô nessa guerra, com fé, pra conseguir dar um futuro melhor.  Assim que eu consegui juntar mais dinheiro eu volto. Pede pra Nequinha ir no banco, tem mais um pouquinho lá. Botei ontem. Mãe, vou ter que terminar por aqui. Estou no trabalho. Depois o Tião escreve também. Bença, do seu filho, Clodoaldo”.

 

Ela achou ter visto lágrimas no rosto do “Paraíba”. Mas ele, com a cara fechada  de sempre, pagou pela carta, empunhou o fuzil e subiu para a boca de fumo que tomava conta. Esse povo vinha de longe sem perspectiva nenhuma pra piorar o que já era insuportável. Uma legião de cangaceiros. Agora eles faziam as leis do morro. Alguns já estavam completamente adaptados àquela vida. 

 

 

Quando iam “se divertir” era a maior arruaça. Nas festas rolava de tudo: cachaça, maconha, pó. O que mais dava desespero era perceber que vida não representava nada, nem a deles nem as dos outros.

 

A cada carta que escrevia imagina o que os filhos dela também não fizeram. Foram quatro.  Pelo menos as mulheres daqueles estavam longe. É o que a sabedoria popular prega: o que os olhos não vê, o coração não sente.  O dela há muito tinha deixado de “sentir”. É bem verdade que, de vez em quando, alguma lembrança ou uma esperança qualquer ainda lhe vinham à cabeça. Mas não durava muito tempo. Os sons dos fogos, dos tiros, das sirenes, dos gritos lhe traziam à razão.

 

Estava cansada demais para tentar entender. As lições e dores se tornavam iguais quando eram cifradas. Queria distância das duas. Fechou o envelope. O sol começava a se pôr deixando o morro pintado de dourado. Mais um pequeno  espetáculo da natureza que se repetia, silenciosamente, como tantos outros ao logo dos dias. Parou um instante e teve que admitir: a vida é uma repetição de milagres. 

 

        

 

Disso não dava para duvidar. 

 

 

 



Escrito por Camerino às 17h01
[] [envie esta mensagem]



Força Bruta

 

 

Ela fechou a porta e os olhos. Estava extasiada. Não cabia em si de tanta felicidade. Como era possível uma pessoa proporcionar um sentimento tão forte a outra, pelo simples fato de estar perto? Só os encontros eram capazes de nos deixar tão tranqüilos.

 

Foi aí que um pensamento lhe atravessou a cabeça. As paixões eram avassaladoras quando chegavam e quando iam embora. Às vezes, deixava estragos maiores que os desastres da natureza, talvez por ser também ela, a paixão, uma força bruta.

 

Abriu os olhos e a alma. Pensou no que viveu até ali. Todos os sabores e dores do amor. Há tempos acreditava estar trilhando caminhos mais serenos. Não tinha sido fácil, mas reconhecia avanços consideráveis.

 

Lembrou de quem havia acabado de sair. Se deteve em quem ficou: ela. Era isso que tinha que contar. No final das contas, todos temos fraquezas com as quais estamos lutando diariamente. Então, quando o amor bater a nossa porta, é bom ficarmos do nosso lado. O outro é sempre muito importante, mas só vai refletir aquilo que estiver diante dele.

 

Desejando uma semana cheia de descobertas e de novos amores, o Tudo em Dia está começando e você vai ver com a gente...

 

Editorial para o programa "Tudo em Dia"



Escrito por Camerino às 20h19
[] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]